maio 18, 2019 AUTHOR: Michela França
O que podemos aprender com o destino turístico de Bonito
Bonito é um destino turístico de referência e considerado um case de sucesso, mas o que podemos aprender com Bonito? Os dados apontam para um crescimento ainda maior em 2019 e o destino projeta o ano como a melhor temporada do turismo, equiparando-se ao excelente ano de 2016.
Confira de que forma ações a prefeitura, o empresariado e o governo do estado tem construído todo esse sucesso:

INOVAÇÃO E SUSTENTABILIDADE

A INOVAÇÃO e a sustentabilidade são investimentos constantes da região turística. Os investimentos nessas áreas se justificam pelos resultados apresentados que apontam para o crescimento mesmo em períodos de baixa temporada, comprovando que o ecoturismo continua em alta e rende bons resultados! 

MANTENDO O CONTROLE

Bonito tem controle de visitação, pelo sistema voucher. O visitante recebe o voucher nas agências de turismo no momento de sua ida ao passeio turístico, com duas vias: uma para ser entregue ao local turístico e outra para o guia de turismo. Estas vias servem como a garantia de pagamento – tanto do guia quanto do local, diante de seu contratante: a agência de turismo. 
Obviamente esse modelo é algo bastante incomum, o que já lhes rendeu vários prêmios, mas podemos perceber que Bonito sabe quem exatamente o perfil de público que recebe e tem esses dados estruturados.
Um outro ponto a destacar é que em áreas de preservação, aquelas com plano de manejo do monumento natural, exige-se uma limitação no número de visitação, o que torna o passeio ainda mais desejado. Na Gruta do Lagoa Azul por exemplo, o limita é de 305 visitas por dia e o atrativo mantém uma média de 80 mil bilhetes comercializados anualmente.

DIVULGAÇÃO DO DESTINO

O governo do estado mantém uma ação forte e focada junto às operadoras e na rede social para divulgar Bonito e outras regiões.

ACESSIBILIDADE

Um dos pontos pontos importantes para a competitividade do destino é a atuação para a reforma no aeroporto local buscando a captação de novos voos e incremento no fluxo aéreo.
Bonito também busca a inclusão de um público que muitos destinos desconsideram, mas estão entre os que tem as maiores taxas de permanência hoteleira, tem maior consumo pois na maioria das vezes viajam acompanhados da família e são públicos fiéis quando bem atendidos. Sabendo disso aqui mesmo no FEATblog,  deixamos algumas dicas sobre como tornar seu hotel acessível.
Em Bonito, A Pousada Nascente Azul, a 33 km de Bonito, pela MS-178, tem uma estrutura de ponta e inovou com a construção de trilhas com calçamento adaptado para cadeirantes.

ATENDIMENTO

São feitas ações constantes para aprendizado e compartilhamento de boas práticas no atendimento ao turista.

ENDOMARKETING DO DESTINO

Outro investimento é no relacionamento com a comunidade, fundamental para que o público interno (moradores) saibam vender o destino e lidar com as adversidades no turismo.

SEGMENTAÇÃO

A segmentação de público é decisiva e Bonito entendeu que não são apenas os Millennials que viajam. O foco na terceira idade, público que vem crescendo, casais e família.

PRODUTOS DE PRATELEIRA

Em épocas de experiências em alta, falar em produtos de prateleira pode parecer perjorativo, mas apesar das críticas, ter produtos definidos e padronizados ajuda em muito a comercialização do destino. Bonito tem 50 criativos atrativos que incluem além do birdwatching, passeios a grutas, entre outros.

EVENTOS

E por fim, vale lembrar que nem só de natureza vive Bonito. O turismo de negócios e eventos, como o Bonito Blues & Jazz Festival também são fortes atrativos do destino.
O que achou das ações? Mande seu comentário pra gente e vamos construir um caminho viável para o sucesso de outros potenciais destinos de sucesso como o de Bonito. Aguardamos! =)

Comments (0)

LEAVE A REPLY

Your email address will not be published. Required fields are marked *